Alertas | Destaques | Tributário |

DIRBI: Receita Federal institui nova obrigação tributária

Nova obrigação deve ser entregue até o dia 20 de julho. Entenda a Declaração de Incentivos, Renúncias, Benefícios e Imunidades de Natureza Tributária (DIRBI).

Por Mauricio Santos Nucci.


Legale, n. 894.
 
A Receita Federal do Brasil (RFB) publicou, no último dia 18 de junho, a Instrução Normativa n. 2.198, que dispõe sobre a criação da Declaração de Incentivos, Renúncias, Benefícios e Imunidades de Natureza Tributária (DIRBI), nova obrigação acessória a ser apresentada ao fisco pelos contribuintes que usufruem de benefícios fiscais federais. Nos termos da Instrução Normativa, a DIRBI deverá ser apresentada pelas pessoas jurídicas (com exceção daquelas enquadradas no Simples Nacional) que usufruam de benefícios tributários.
 
Neste link, no final da publicação oficial, a tabela com a relação dos incentivos, renúncias, benefícios e imunidades de natureza tributária que deverão ser declarados.
 
Deverão constar na DIRBI as informações relativas a valores dos créditos tributários referentes aos impostos e contribuições que deixaram de ser recolhidos em razão da concessão dos incentivos, renúncias, benefícios e imunidades de natureza tributária. O procedimento de entrega da DIRBI será realizado via e-CAC, tendo como primeira data limite o dia 20 de julho de 2024. Até esta data, deverão ser informados os benefícios do período de apuração de janeiro a maio do ano corrente. Posteriormente, a obrigação será apresentada até o vigésimo dia do segundo mês subsequente, a cada período de apuração.
 
Em relação aos benefícios envolvendo o IRPJ e a CSLL, vale mencionar que no caso de período de apuração trimestral, a DIRBI será apresentada na declaração referente ao mês de encerramento do período de apuração. Já no caso de período de apuração anual, a apresentação ocorrerá na declaração referente ao mês de dezembro.
 
Por fim, as empresas deverão se atentar ao fato de que a apresentação da DIRBI em atraso acarretará multas, a serem calculadas por mês de atraso. Tais multas variam de 0,5% a 3% sobre o valor da receita bruta do período ao qual se refira a declaração.
 
Nossos especialistas estão sempre prontos para identificar oportunidades reais de redução de custos tributários e de eliminação de riscos e contingências.
 
 
 

Sócio da Área: Mauricio Santos Nucci >
 
 
 

Pessoas e Comunidade >
Conheça os nossos líderes >
Prêmios, Selos e Reconhecimentos >
Notícias: conteúdo de qualidade, no nosso portal >
 
 
 

Tributário >
Corporativo >
Relações do Setor Automotivo >
Prevenção e Resolução de Conflitos >
Relações de Trabalho, Mobilidade Global e Gestão de Pessoas >
 
Propriedade Intelectual >
ESG, Ambiental e Sustentabilidade >
Inovação, Direito Digital e Cibersegurança >
Infraestrutura, Imobiliário e Construção Civil >
Direito Administrativo, Direito Público e Regulatório >
 
 
 

Nossas publicações têm o objetivo de comunicar a perspectiva legal dos acontecimentos e prover contexto às principais decisões dos tribunais e suas tendências, à evolução dos processos legislativos mais relevantes, às decisões governamentais executivas e, em todos esses casos, seus impactos econômicos sobre companhias e organizações. Casos em concreto demandam atenção técnica concentrada e personalizada sobre os fatos, e devem obter assessoria jurídica sob medida antes da adoção de qualquer providência legal ou paralegal. Se você, sua empresa ou o conselho de acionistas de sua organização precisam de aconselhamento, entre em contato com o advogado de sua confiança.
 
«Legale», «Painel Tributário», «Artigo», «Notícias & Alertas» e «Sobre Nós» são informativos periódicos e constituem uma prestação de serviços à comunidade empresarial sobre legislação, atualizações normativas e ambiente de negócios. Os conteúdos podem dispor de links para websites governamentais, a fim de facilitar o acesso de nossos assinantes aos serviços públicos eventualmente referidos. Não nos responsabilizamos, entretanto, pela integridade destes websites oficiais, que podem apresentar problemas como indisponibilidade de acesso em razão de falhas em seus servidores, acidentes nos sistemas de rede, fragilidades em seus mecanismos de segurança, entre outros.
 
 
 

Responsável pelo Núcleo de Comunicação: Paulo Reganin >
 
 
 

+55 19 3252-4324
Barão de Itapura, 2323
8° andar, Guanabara
Campinas, SP
Brasil

Compartilhe
Vaz de Almeida

VAZ DE ALMEIDA ADVOGADOS é um escritório independente, dedicado ao suporte legal às companhias estrangeiras no Brasil e às empresas brasileiras instaladas no país e no exterior. Nosso propósito é desobstruir as barreiras que comprometem o tempo e a energia dos executivos, liberando-os para se concentrarem no trabalho que realmente importa: superar as expectativas de seus acionistas.