Notícias & Alertas |

Stalking: acréscimo ao Código Penal torna a perseguição um crime

Stalking: acréscimo ao Código Penal torna a perseguição um crime
Lei 14.132 (2021) inseriu o stalking no capítulo dos crimes contra a liberdade pessoal, instituindo, com o artigo 147-A, o crime de perseguição.

― do Núcleo de Comunicação.

Responde pela prática do novo crime quem perseguir alguém, reiteradamente, de maneira incessante ou obsessiva, por meio da presença física ou virtual (cyberstalking), perturbando a liberdade ou a privacidade da vítima, ou ainda restringindo sua capacidade de locomoção, de tal maneira a ameaçar a sua integridade psicológica ou física.

A pena é de reclusão de 6 meses a 2 anos e multa, mas pode ser aumentada para 3 anos se o crime for cometido (i) contra criança, adolescente ou idoso, (ii) contra mulher e em razão de sê-lo, ou (iii) mediante concurso de duas ou mais pessoas ou com o emprego de arma.

As sanções previstas para o crime de perseguição não excluem outros crimes de violência que eventualmente sejam praticados de maneira associada ao stalking.

O crime de perseguição será apurado por meio de ação penal de iniciativa pública, mas condicionada à representação da vítima, que deverá manifestar expressamente o seu interesse pela apuração do crime

Fale com o advogado da sua confiança.
 
 
 
 
+55 19 3252-4324
 

Nossos conteúdos têm o objetivo de comunicar a perspectiva legal dos acontecimentos e prover contexto aos eventos jurídicos mais relevantes que podem influenciar companhias e organizações. Casos em concreto demandam atenção técnica personalizada sobre os fatos, e devem obter assessoria jurídica sob medida antes da adoção de qualquer providência legal ou paralegal. Se você, sua empresa ou o conselho de acionistas de sua organização precisam de aconselhamento, entre em contato com o advogado de sua confiança.
 
Avenida Barão de Itapura, 2323
8º andar, Guanabara
Campinas, SP
Brasil

Compartilhe
Vaz de Almeida

VAZ DE ALMEIDA ADVOGADOS é um escritório independente, dedicado ao suporte legal às companhias estrangeiras no Brasil e às empresas brasileiras instaladas no país e no exterior. Nosso propósito é desobstruir as barreiras que comprometem o tempo e a energia dos executivos, liberando-os para se concentrarem no trabalho que realmente importa: superar as expectativas de seus acionistas.