Notícias & Alertas |

Negócios: mercado de carros elétricos ganha especial atenção do Senado

Legale n. 781 ― Atualizado às 20h15 ― Aprovado em plenário, no dia 10 de março (2022), o PRS 64 (2021) institui a Frente Parlamentar Mista pela Eletromobilidade; objetivo é a promoção de políticas públicas para estimular a popularização dos veículos elétricos no país.

Por Mauricio Ortega e Thiago Pereira.

Foi aprovado pelo plenário do Senado Federal, no dia 10 de março, a instituição da Frente Parlamentar Mista pela Eletromobilidade. De iniciativa do Senador Rodrigo Cunha (PSDB-AL), o Projeto de Resolução do Senado n. 64 (2021) vai muito além da preocupação com a mobilidade urbana e a sensibilidade «eco-friendly». O mercado em potencial brasileiro é um dos maiores do mundo e a instabilidade do preço global dos combustíveis fósseis é cada vez maior.

Uma publicação da Associação Brasileira de Veículos Elétricos (ABVE), de 7 de março passado, aponta que em fevereiro deste ano houve um aumento de 147% de emplacamentos de veículos eletrificados, comparado com o mesmo período, em 2021, e um aumento de 34% em relação a janeiro de 2022.

Para o Diretor da BYD Brasil, Adalberto Maluf, reeleito presidente do Conselho Diretor da ABVE na última sexta-feira (25), manifestou sua aprovação à iniciativa do Senado, destacando a importância de o Congresso Nacional integrar o debate mundial sobre transportes e energias renováveis: «Acreditamos que o papel da Frente Parlamentar será decisivo para ajudar o Brasil a retomar a liderança global que teve por 30 anos nas políticas de transporte de baixa emissão».

Mercado e oportunidades

No início do ano, a montadora chinesa Great Wall Motor (GWM) anunciou que seus planos para o Brasil preveem investimentos da ordem de R$ 4 bilhões até 2025, mais R$ 6 bilhões entre 2026 e 2032. A empresa, que adquiriu a antiga fábrica da Mercedes-Benz em Iracemápolis (SP), estima a criação de cerca de 2.000 empregos diretos e a produção de carros 100% eletrificados por volta de 2025. Na ocasião do anúncio, Pedro Bentancourt (ex-Nissan e General Motors), diretor de Relações Governamentais da empresa, também falou sobre o interesse da montadora na produção de baterias, considerando que o Brasil tem os «minerais estratégicos» para sua produção, de modo que «é muito possível que isso aconteça no segundo ciclo de investimentos».

Segundo a ABVE, o mercado de automóveis e comerciais leves eletrificados no Brasil registrou o melhor resultado da série histórica em 2021, com o recorde absoluto de 34.990 unidades, um aumento de 77% sobre os 19.745 emplacamentos de 2020 e de 195% sobre os 11.858 emplacamentos de 2019. Se cruzarmos esses dados com as informações da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (FENABRAVE), os automóveis de passeio e os veículos comerciais leves eletrificados representam, até agora, aproximadamente 1,77% das vendas.

Esses dados são uma ótima notícia para os investidores, considerando as dimensões do mercado nacional e a tendência global de substituição de carros movidos por combustíveis fósseis por carros movidos por energia elétrica. Além disso, mais de 60% dos brasileiros possuem interesse em adquirir um veículo eletrificado, segundo uma pesquisa encomendada pelo Itaú Unibanco, um contexto que ilustra muito bem a especial atenção do Senado para o tema da eletromobilidade.

Ótimas notícias

Um recente estudo da Zero Emission Transportation Association (ZETA) concluiu que o gasto que os proprietários fazem na hora de comprar seus veículos híbridos é mais que compensado com os baixos custos em combustível desses automóveis ao longo de sua vida útil. A economia, aliada à sustentabilidade, preservação do meio ambiente e a modernização das formas de locomoção pavimentam o caminho para uma nova era que tornará os elétricos os novos protagonistas da indústria automobilística.

O mercado consumidor, enfim, está ávido pela popularização dos carros híbridos e elétricos e a Frente Parlamentar, por sua influência, poderá fazer toda diferença. Enquanto isso, os Estados do Rio Grande do Sul, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Piauí, Maranhão e Ceará já criaram suas políticas de isenção total do IPVA para automóveis elétricos, um estímulo importante para a indústria e, imediatamente, para o mercado consumidor.

Próximos passos

O PRS 64 (2021) aprovado pelo plenário do Senado aguarda somente sua promulgação. Após, os Deputados Federais e Senadores indicados pelos partidos se reunirão para estudar, sistematicamente, as maneiras de impulsionar a popularização dos veículos elétricos.
 
Conheça o nosso Hub de Soluções para o setor Automotivo & Autopartes >
 
 
 
Vaz de Almeida Advogados é um escritório independente, dedicado ao suporte legal às companhias estrangeiras no Brasil e às empresas brasileiras instaladas no País e no exterior. Nossa firma possui um círculo de especialistas experimentados em desobstruir as barreiras que comprometem o tempo e a energia dos executivos, liberando-os para se concentrarem no trabalho que realmente importa: superar as expectativas de seus acionistas.
 

 
Nossos conteúdos têm o objetivo de comunicar a perspectiva legal dos acontecimentos e prover contexto aos eventos mais relevantes que podem influenciar companhias e organizações. Casos em concreto demandam atenção técnica personalizada sobre os fatos, e devem obter assessoria jurídica sob medida antes da adoção de qualquer providência legal ou paralegal. Se você, sua empresa ou o conselho de acionistas de sua organização precisam de aconselhamento, entre em contato com o advogado de sua confiança.
 
 
 
+55 19 3252-4324
 
Barão de Itapura, 2323
8° andar, Guanabara
Campinas, SP
Brasil

Compartilhe
Vaz de Almeida

VAZ DE ALMEIDA ADVOGADOS é um escritório independente, dedicado ao suporte legal às companhias estrangeiras no Brasil e às empresas brasileiras instaladas no país e no exterior. Nosso propósito é desobstruir as barreiras que comprometem o tempo e a energia dos executivos, liberando-os para se concentrarem no trabalho que realmente importa: superar as expectativas de seus acionistas.